Eleição para síndico: como organizá-la na pandemia.


Descubra como realizar a eleição para eleger o síndico do seu condomínio da maneira correta, em tempos de pandemia.

Todo condomínio precisa de um síndico, ele representa a imagem do local e trabalha para o bem-estar de todos os condôminos. Muitos fogem da responsabilidade do cargo mas, por outro lado, há muitos que querem ser síndicos por conta da vontade de ajudar a melhorar o edifício e pelos seus benefícios. Para isso, existe a eleição para síndico.

Dentre os benefícios do síndico, estão: uma remuneração extra, desconto ou inserção da taxa mensal. Ainda assim, também existem pessoas que almejam o cargo por uma questão de status.

Em condomínios que há uma disputa grande pelo cargo, recomenda-se que os moradores escutem as propostas dos candidatos e analisem bem. Também recomenda-se que o candidato seja uma pessoa com o CPF limpo em órgãos de proteção ao crédito e esteja com as despesas em dia.

Além disso, o responsável pelo condomínio pode ser uma pessoa física ou uma empresa, podendo residir no local ou não.

Preparação para a eleição do síndico

Em tempos de pandemia, o mundo passou por diversas mudanças. Uma delas foi o distanciamento social. A eleição para síndico ainda é obrigatória, porém, agora pode ser feita de maneira remota a fim de evitar aglomerações.

Todos os condomínios possuem um prazo para mandar a convocação a todos os moradores, e os interessados no cargo devem preenchê-la. Se acaso existir interesse em montar chapas, é possível criá-las.

Os candidatos podem marcar reuniões on-line ou presencial, respeitando as normas da OMS, com o atual síndico para discutirem sobre as melhorias do condomínio. Assim que os candidatos formularem suas propostas, é importante compartilhá-las com o restante dos moradores.

Elas poderão ser colocadas nos quadros de avisos dos elevadores e áreas comuns, ou compartilhadas nos grupos de conversa dos condôminos, nas redes sociais.

É importante garantir que todos os moradores conseguirão participar. Para isso, é possível mandar um vídeo explicativo ou um tutorial de como acessar a reunião e votar.

Além disso, deve ser avisado a todos, com uma boa antecedência, a data da votação. Com isso, os moradores podem se preparar para o dia e analisar bem as propostas dos candidatos. Também deve ser avisado o meio pelo qual a reunião acontecerá.

A reunião pode ser feita por sites de chamada de vídeo como, por exemplo, Skype, Google Meet, Microsoft Teams, entre outros. Além disso, existem aplicativos próprios para votação, onde o morador realiza seu voto secretamente e o próprio aplicativo contabiliza-o.

Vale lembrar que a média de participação aumenta quando a votação é on-line. Quando a reunião é presencial, a participação não ultrapassa de 40%. Por outro lado, a remota pode chegar até 80% de participação.

Dia da eleição

No dia da eleição, é importante definir um tempo médio para que cada candidato faça seu discurso e expresse suas ideias. Assim, a reunião não levará muito tempo dos participantes e não ficará uma coisa maçante.

Sobretudo, é importante ressaltar que os inquilinos só podem votar com a autorização prévia dos proprietários.

Os votos devem ser contabilizados o mais rápido possível para que o resultado seja divulgado. Assim que a votação se encerrar, eles devem ser impressos, registrados e encaminhados ao cartório.

Dessa maneira, o novo síndico já pode se preparar para assumir o cargo e todos os condôminos saberão quem foi eleito.

Preparação para assumir o cargo

Quando um candidato for eleito, deve comprometer-se a dedicar seu tempo para as funções do síndico. Se você for o eleito, estude bastante o que o condomínio precisa de melhorias.

O melhor jeito de saber as necessidades, é conversando com os moradores e entendendo as dores deles. Se você for uma pessoa com facilidade de relacionamento, certamente se dará bem como síndico.

Contudo, algumas características pessoais facilitam o trabalho de síndico, como:

  • Saber escutar
  • Delegar funções
  • Organização
  • Ser paciente
  • Saber se comunicar
  • Ter liderança

Ações para evitar depois de eleito

Redução de custos

A redução de custos é a ação mais pensada quando o cargo de síndico é assumido. Apesar de ser bom a curto prazo, futuramente pode deixar o condomínio com pouco capital de giro e maus parceiros.

Dar mau exemplo

O síndico precisa ser exemplo para todos os moradores. Ele não pode deixar de pagar as contas, não seguir o regulamento e/ou tratar as pessoas sem respeito. Isto é, para obter o direito de cobrar o correto dos outros, precisa ser o primeiro a fazer o correto.

eleição para síndico

Não seja um “sabe-tudo”

Muitos síndicos, principalmente os que já ocuparam esse cargo alguma vez, pensam que são superiores aos demais moradores. Sempre há algo para aprender, por isso, é importante manter a humildade durante o mandato.

Não ser transparente

O síndico deve ser uma pessoa totalmente transparente. Ele deve se comunicar com todos os moradores, relatando tudo que acontece no condomínio. Obras, problemas, manutenções, novas regras, por exemplo, precisam ser comunicadas a todos.

Se ele omitir informações e problemas, poderá acarretar em problemas sérios.

Renúncia ou falecimento do síndico

Se acaso ocorrer a renúncia ou falecimento do síndico, deve ser feita uma assembleia para comunicar o ocorrido. Nela, terá que ser decidido se o condomínio irá eleger outro sindico imediatamente, para cumprir o mandato até a próxima eleição. Ou, se o novo síndico irá cumprir um mandato integral, de no máximo dois anos.

Em contrapartida, caso ninguém queira assumir o cargo, o condomínio pode contratar um sindico profissional ou uma administradora para o cargo. Assim, o contratado cuidará de tudo.

Remuneração do síndico

A remuneração é combinada no dia da assembleia de eleição para síndico. Poderão optar por um salário ou pela inserção das despesas do condomínio, que é mais comum.

Mesmo assim, a participação do síndico nas despesas de obras continua obrigatória, caso ele seja proprietário do imóvel.

O síndico é classificado, de acordo com a Providencia Social, como um contribuinte individual. Sendo remunerado ou isento das taxas, ele deve contribuir.

Mesmo que não receba algum salário, considera-se a isenção da taxa do condomínio como um pagamento. Com base nesse valor, calcula-se os descontos.

Responsabilidades do síndico

De fato, o síndico possui diversas responsabilidades. Ele cuida das vidas de diversas famílias. Dentre delas, a civil e criminal.

Responsabilidade civil

A responsabilidade civil do síndico acontece quando as obrigações do cargo não são cumpridas de maneira correta. Dessa forma, acaba levando prejuízos aos moradores e terceiros.

Responsabilidade criminal

A responsabilidade criminal do síndico ocorre quando ele não segue suas obrigações, podendo levá-lo a uma prática considerada criminosa. Geralmente os crimes envolvidos são: injúria, calúnia e difamação. Como resultado, esses delitos podem levar a punições mais severas.

Para saber mais sobre as responsabilidades do síndico, possuímos uma cartilha completa sobre esse tema. Basta você clicar aqui!

Gostou dessa matéria? Continue em nosso blog e confira outros conteúdos como esse. Aqui, você encontrará tudo sobre o ramo de elevadores.

Confira também, nossos serviços especializados de manutenção e modernização para elevadores, além dos nossos produtos. Esperamos por você!

Posts Relacionados:

eleição para síndicoInformativos

Eleição para síndico: como organizá-la na pandemia.

Ler artigo
5 erros durante a limpeza do elevador!Informativos

5 erros durante a limpeza do elevador!

Ler artigo
elevadores de passageirosInformativos

Quais normas devem ser seguidas no uso dos elevadores? Descubra aqui!

Ler artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar: