Incêndio em condomínio: saiba sobre prevenção e como agir


Certamente o incêndio em condomínio é uma situação que pode ser evitada, se os devidos cuidados forem tomados. Preparamos uma matéria exclusiva para você saber sobre prevenção de incêndio e como agir caso ocorra em seu condomínio. Continue lendo e saiba mais!

Principais causas de incêndio em condomínio

Sobrecarga de energia em “benjamins” ou “T”s

É comum em apartamentos, diversos aparelhos estarem conectados em um mesmo “Benjamin” ou “T”, para economizar espaço. Porém, a sobrecarga de energia em uma tomada, pode causar um curto circuito e, como resultado, um incêndio.

Crianças

As brincadeiras de criança também são uma causa bem frequente de incêndios. Deixa-las perto de isqueiros e materiais inflamáveis, pode ser fatal.

Assim sendo, para evitar que isso ocorra, fique atento aos objetos perigosos e deixe-os fora do alcance das crianças.

Panelas esquecidas no fogo

Por último, mas não menos importante, estão as panelas esquecidas no fogo. Para evitar que um incêndio comece, se atente às panelas que estão cozinhando e não se distraia. Em alguns casos, uma simples “olhadinha” no celular na hora da cozinha, pode ser fatal.

A fim de evitar situações como essas, recomenda-se que manutenções regulares nos sistemas de gás e elétricos do condomínio sejam feitas. Além disso, opte por materiais não infláveis e certifique-se que os corredores e áreas comuns estejam com equipamentos contra incêndios.

Equipamentos de prevenção e combate ao incêndio

Os equipamentos de combate e prevenção de incêndio devem estar sempre em dia para que, quando necessário, estejam prontos para o uso.

Confira abaixo, os principais equipamentos utilizados:

Extintor de incêndio

A quantidade de extintores de incêndio presentes por andar é variável, depende da metragem e tamanho do edifício.

Dessa forma, existem três classes de extintores:

Classe A:

Composto por água pressurizada e feito para apagar o fogo em papeis, tecidos e madeiras.

Classe B:

Composto por pó químico seco e feito para apagar o fogo em líquidos inflamáveis.

Classe C:

Composto por gás carbônico e feito para apagar o fogo em equipamentos elétricos, porém também utiliza-se em incêndios de classe A e B.

Os extintores devem ser verificados regularmente pelo zelador ou síndico, para garantir sua eficiência. Recomenda-se que a cada seis meses uma vistoria seja feita. Assim, caso necessitem de sua utilização, ele funcionará como esperado.

incêndio em condomínio

Detectores de fumaça, sprinklers e alarmes de incêndio

Esses equipamentos são fundamentais caso um incêndio comece em seu condomínio. Por isso, certifique-se que eles estejam em todos os andares e funcionando.

Utilizam-se os alarmes para, assim que acionados, notificarem os bombeiros que um incêndio se iniciou no local. Já os detectores de fumaça e sprinklers ajudam no combate, jogando água nas chamas até que os bombeiros cheguem e tomem conta da situação.

Mangueiras

As mangueiras devem estar sempre em bom estado. Nesse sentido, recomenda-se uma vistoria anualmente por uma empresa especializada no assunto.

Além disso, recomenda-se também alguns cuidados básicos como: não deixar água parada no interior da mangueira, verificar se a mangueira apresenta furos e se sua enrolação está correta.

Hidrantes

Assim como as mangueiras, anualmente, uma empresa especializada deve verificar o hidrante. Com isso, seu funcionamento é garantido e evita-se vazamentos e desperdício de água.

Portas contra incêndio

As portas de emergências contra incêndio devem estar sempre fechadas, porém nunca trancadas. Sua função é segurar o fogo enquanto as pessoas utilizam as escadas.

Sinalização

Todas as saídas de emergência devem estar devidamente sinalizadas, assim como os extintores e mangueiras. Além disso, as escadas devem possuir corrimãos e luzes de emergência, pois são a principal rota de fuga caso ocorra um incêndio.

Papel do síndico na prevenção de incêndios

O síndico, como representante do condomínio, deve educar os moradores sobre as medidas preventivas e como agir em caso de incêndio. Para isso, realizam-se reuniões por exemplo, para falar sobre o tema até mesmo com a presença de um bombeiro profissional.

Informações básicas sobre o assunto também podem ser espalhadas pelo edifício, nos quadros de avisos dos corredores e elevadores. Contudo, os condôminos poderão evitar acidentes e, caso aconteça, saberão a melhor maneira de agir nessa situação.

Auto de Vistoria Do Corpo de Bombeiros – AVCB

Para garantir que o edifício esteja de acordo com as leis do corpo de bombeiros, é necessário obter o AVCB. Ele é um documento que comprova que o condomínio está em dia com as normas de segurança no combate ao incêndio.

Renova-se esse documento temporariamente, dependendo do estado. Em São Paulo, por exemplo, os edifícios residências possuem um prazo de 5 anos e os edifícios comerciais o prazo de 3 anos.

No site do corpo de bombeiros, você encontra tudo sobre esse documento.

Como agir durante um incêndio em condomínio

Sendo assim, a grande dúvida das pessoas é como agir caso o edifício pegue fogo. Pensando nisso, preparamos as ações básicas que todos deveriam saber, confira:

Fugir pelas escadas

Em caso de incêndio, nunca utilize os elevadores. A melhor maneira de sair do edifício é pelas escadas. Elas possuem portas contra fogo que asseguram que ele não se espalhe e afete outros andares.

Equipamentos contra incêndio

Como citados no começo desse texto, os equipamentos contra incêndio são essenciais nessa situação. Isto é, utilizam-se hidrantes, extintores, mangueiras, alarmes, entre outros.

Acionar o corpo de bombeiros

O Corpo de Bombeiros é altamente treinado para situações de incêndio. Caso ocorra chamas, o acionamento do grupo deve ser imediato. Assim, mantenha a calma na ligação e passe corretamente as informações básicas como o endereço do edifício e, se possível, o andar foco do incêndio.

Mantenha a calma

A calma é essencial em situações de incêndio. Ações tomadas na euforia, podem acabar em tragédias. Assim sendo, mantenha-se calmo e pense na melhor decisão a ser feita.

Conclusão

Contudo, agora que você sabe mais sobre prevenção de incêndio e como agir caso ocorra em seu condomínio, certifique-se que seu edifício está dentro dos padrões e normas para garantir a segurança de todos.

Gostou desse conteúdo? Então continue em nosso blog e confira mais matérias sobre acidentes comuns nos elevadores e como preveni-los!

Posts Relacionados:

o que é dpsElevadores

DPS: Saiba tudo sobre os Dispositivos de Proteção contra Surtos

Ler artigo
portaria virtualInformativos

Portaria Virtual: Saiba tudo sobre esse sistema

Ler artigo
incêndio em condomínioInformativos

Incêndio em condomínio: saiba sobre prevenção e como agir

Ler artigo

Compartilhar: