Conheça os principais cuidados com elevadores durante a chuva e no dia a dia

Durante as chuvas, atenção com eletricidade e infiltrações deve ser redobrada

Junho é um mês marcado por mudanças de temperatura, incluindo o aumento das chuvas. Com o inverno, que segue até setembro, a chance de temporais e de alguns transtornos aumenta. Isso acontece também em condomínios e prédios, tanto do lado de fora quanto dentro das estrutura. Desse modo, é essencial redobrar os cuidados com os equipamentos nos períodos de chuva, mantendo a sua segurança e também daqueles que os utilizam. Além disso, uma série de cuidados rotineiros deve ser tomada, para garantir a preservação da vida útil dos elevadores. Por isso, hoje vamos falar sobre os principais cuidados com os elevadores durante a chuva e te dar dicas de como preserva-los em qualquer estação.

Energia

Primeiramente, é importante destacar que uma das principais preocupações é em relação a energia. Isso porque, em caso de tempestades, é comum que ocorra uma oscilação. Por isso, nessa situação, é importante ficar atento se a instalação de para-raios atende as normas vigentes. Além disso, o recomendado é que, em casos de chuvas muito fortes, os elevadores sejam desligados na chave geral, que é localizada na casa de máquinas.

Dessa forma, em caso de quedas de energia é preciso averiguar se algum passageiro ficou preso na cabina. Caso isso aconteça, é preciso chamar profissionais especializados para realizar o resgate com total segurança.

Se houver alagamento do poço, o ideal é levar a cabina até algum andar do elevador, se certificar de que o equipamento passe pelos procedimentos de desligamento e chamar um técnico especializado para realizar os serviços.

 

Criança na chuva

Cuidados com elevadores durante a chuva

Se você é síndico e quer saber como agir durante essas eventualidades do tempo, confira as dicas que separamos para você:

  • Instrua os passageiros a não pressionarem a botoeira com a mãos molhadas e a evitarem utilizar os elevadores em casos de oscilações de energia, principalmente se o local não possuir um gerador;
  • Oriente os usuários a não entrarem nos equipamentos com capas ou guarda-chuvas encharcados;
  • Caso tenha risco de inundação, certifique-se de que os elevadores sejam paralisados em andares mais altos, para que a água não os atinja;
  • Durante as oscilações, desligue a chave geral e deixe a casa de máquinas fechada, para evitar danos nos componentes eletrônicos;
  • Em casos de danos nos equipamentos, tome uma atitude rápida. Acione imediatamente a empresa que realiza manutenção dos elevadores no local.

O que fazer depois das chuvas

Você já viu o que fazer para proteger os elevadores e os seus usuários durante uma chuva, mas como proceder depois de a chuva passar?
Primeiramente, é fundamental avaliar se os elevadores se molharam. Em caso afirmativo, é preciso realizar a sua secagem, conforme as orientações do técnico de manutenção. Em sequência, suas partes vitais precisam ser analisadas, como a casa de máquinas.

Depois de garantir que não há riscos de danificar os equipamentos ou de algum incidente acontecer, os elevadores podem ser religados e voltar ao seu uso normal.

Atenção diária

No entanto, além dessas ocorrências e dos cuidados com elevadores durante a chuva, existem algumas colaborações diárias que são fundamentais para o bom funcionamento do equipamento.

Escorrer o excesso de água de capas e guarda-chuvas, por exemplo, pode parecer uma tarefa óbvia, mas que pode fazer a diferença na conservação da máquina.

Do mesmo modo, a dica é evitar derrubar água ou líquidos no equipamento, pois ele possui componentes elétricos, que podem ser danificados em contato com a água, mesmo que seja em pequena quantidade.

Cuidados em qualquer estação 

Sem dúvida o período de chuvas pode representar riscos aos elevadores. No entanto, eles são equipamentos que exigem cuidados a todo o tempo. Por isso, separamos um compilado de dicas para te ajudar a manter a vida útil dos seus equipamentos, faça chuva ou faça sol.

Cuidados cotidianos

Como síndico, é importante que você oriente os usuários dos elevadores sobre as boas práticas nos equipamentos e também sobre o que não deve ser feito. Confira alguns exemplos do que é preciso evitar, de acordo com o Corpo de Bombeiros do Paraná:

  • Puxar a porta do pavimento sem a presença da cabine no andar;
  • Apressar o fechamento das portas;
  • Apertar várias vezes o botão de chamada;
  • Chamar vários elevadores ao mesmo tempo;
  • Fumar dentro do elevador;
  • Movimentos bruscos dentro do elevador;
  • Lotar o elevador com o peso acima do permitido;
  • Bloquear o fechamento das portas com objetos;
  • O excesso de lotação e de carga é perigoso e acarreta desgaste prematuro do equipamento.

Cuidados com as crianças

Além disso, muitos dos condomínios e edifícios contam com crianças. Existe, também, uma série de recomendações para que seus pais ajudem a garantir sua segurança nos elevadores, evitando que elas prejudiquem o seu funcionamento.

Sobre as crianças, o Corpo de Bombeiros do Paraná faz as seguintes observações:

  • O elevador não é lugar de brincadeiras, portanto oriente as crianças para:
  • Não acionar os botões desnecessariamente;
  • Não dar pulos ou fazer movimentos bruscos dentro da cabine;
  • Nunca colocar as mãos na porta;
  • Não entrar primeiro no elevador, assim que a porta se abre;
  • Evite que elas usem o elevador sozinhas;
  • Exija da empresa de conservação que o acesso à porta do elevador seja bloqueado quando ele estiver em reparos ou revisão técnica.

Manutenção dos elevadores

Além de todos os cuidados convencionais é preciso estar atento com as manutenções dos elevadores. São elas que promovem segurança ao equipamento e todos os seus usuários.

No entanto, é preciso muita atenção para contratar uma empresa confiável para cuidar das manutenções. Confira o que diz o Corpo de Bombeiros do Paraná sobre o tema:

  • Ao contratar uma empresa de manutenção de elevadores, exigir o registro na Prefeitura e desconfiar de preços muito abaixo dos oferecidos no mercado;
  • Fazer constar do Contrato de Manutenção revisão preventiva mensal dos elevadores e uma vez por ano uma vistoria completa;
  • Pedir, a cada inspeção, a ordem de serviço devidamente assinada;
  • Verifique se os engenheiros responsáveis possuem registro no CREA;
  • É obrigatório que a empresa tenha um engenheiro responsável;
  • A empresa também deve possuir registro no CREA;
  • Recomenda-se que os elevadores passem por manutenção mensalmente;
  • Quando o elevador estiver em manutenção, as chaves de energia elétrica devem ser desligadas e o local em manutenção deve ser sinalizado para informar moradores e funcionários.

Crel Elevadores

Com uma tradição de quase 40 anos, a Crel Elevadores é especializada na manutenção, instalação e modernização de elevadores.
Pautados pela agilidade e eficiência, estamos sempre em busca do melhor para os nossos clientes, oferecendo soluções tecnológicas e inteligentes, que promovam segurança e boas experiências dentro dos elevadores.

Gostou das dicas sobre os cuidados com elevadores durante a chuva, depois dela e no dia a dia? Continue ligado em nosso blog e confira as 9 perguntas para fazer antes de contratar uma empresa para fazer as manutenções dos elevadores.

Caso precise de uma empresa referência no mercado para manutenção e modernização deste equipamento, conte com a Crel!

Acesse o nosso site, tire suas dúvidas e saiba mais sobre a nossa empresa!