Veja quais problemas podem ser evitados com a manutenção de elevadores

Defeitos devem ser resolvidos com ajuda profissional especializada

A manutenção de elevadores é uma obrigação determinada por legislação e deve ser feita periodicamente em qualquer edifício que tenha esses equipamentos. Independentemente de ser uma empresa ou um condomínio residencial, o local precisa passar por esse serviço para garantir a segurança dos passageiros. A falta deste trabalho pode, inclusive, causar alguns problemas inesperados. Por isso, neste texto iremos falar sobre como evitar problemas com a manutenção de elevadores e sobre quais são os principais.

Tipos de manutenção

Antes de falar sobre os problemas que as manutenções ajudam a resolver, vamos falar sobre os tipos de manutenção existentes.
Elas podem ser classificadas em três tipos: corretiva, preditiva e preventiva.

1 – Corretiva

Visa corrigir problemas de forma mais emergencial. Normalmente, nos casos onde ela é solicitada, o elevador sofreu alguma pane e tem seu uso interrompido.

2 – Preditiva

Tanto em elevadores residenciais, elevadores de carga ou edifícios, esta manutenção busca antever os problemas. Nela, o elevador é avaliado e as peças e seus desgastes inspecionados, de modo a compreender a possibilidade de alguma falha acontecer.

3 – Preventiva

É a manutenção que acontece de forma periódica. Nela são realizadas limpezas, lubrificação e também avaliados critérios como desgaste de peças e o funcionamento do elevador.

Falha nas portas

Um dos principais problemas que podem ser evitados com a manutenção de elevadores é a falha nas portas. Isso se deve ao fato das panes nos sensores que identificam as pessoas que vão entrar e sair do equipamento. Desse modo, é preciso parar a máquina e fazer a manutenção, pois esse defeito pode acabar causando acidentes.

Velocidade e pausas inesperadas

Sem dúvida, esse problema incomoda muitos passageiros. Pois velocidades muito rápidas podem causar tonturas e inseguranças em relação ao equipamento. Da mesma forma, pausas inesperadas podem gerar crises de ansiedade e mal-estar. Por isso, sempre que o elevador apresentar oscilações em sua velocidade e panes, o indicado é entrar em contato com a empresa de manutenção, para interromper seu funcionamento e resolver a situação.

Rolamento

O rolamento é um dos elementos que fazem o equipamento funcionar normalmente. Ele é o responsável pela redução de atrito entre as demais partes que se movimentam. Mas, caso ele não receba os cuidados adequados, pode apresentar alguns defeitos. Dessa maneira, os barulhos podem indicar problemas como no motor e no desgaste das peças. Neste caso, a solução é chamar o serviço de manutenção para que o local do erro seja prontamente identificado.

Degraus

Por fim, um dos problemas que podem ser evitados com a manutenção de elevadores são os degraus que se formam na porta do equipamento. Muitas pessoas acabam muitas vezes não prestando atenção, mas o defeito, que surge por conta de mau nivelamento, pode causar tropeços e até acidentes mais graves. Por isso, os responsáveis pelo prédio devem colocar placas indicando o problema e investir na manutenção para que o defeito seja minimizado e resolvido.

É importante destacar que em todas as ocorrências citadas, caso o passageiro se sinta com medo ou inseguro no equipamento, é preciso manter a calma e tomar algumas atitudes como:

  • Acionar o interfone e comunicar o ocorrido para o síndico;
  • Aguardar a chegada do socorro com tranquilidade e seguir as instruções passadas;
  • Nunca tentar sair da cabina quando o elevador não estiver parado em algum andar;
  • Não tentar abrir a porta de forma forçada.

Evitar problemas com a manutenção de elevadores

Rolamento com barulhos

O rolamento é um dos responsáveis por fazer os elevadores executarem o seu papel de forma adequada.
De forma mais específica, ele promove a redução do atrito entre as outras partes do elevador que também se movem.
Frequentemente, é aplicada graxa nos rolamentos, de modo a facilitar seu funcionamento e reduzir ruídos.
Porém, estes ruídos podem representar mais do que o atrito entre partes. Eles podem, também, representar alguns problemas mais complexos. O motor do elevador, por exemplo, pode estar com algum problema e começar a operar vibrando mais do que o convencional, o que acaba gerando maiores atritos, ruídos e desgaste de peças.
Dessa forma, a manutenção regular dos elevadores pode identificar problemas em sua raiz, prevenindo outros.

Roldanas desgastadas

Responsáveis por suportar os elevadores, as roldanas ficam conectadas aos cabos de aço, que, por sua vez, movimentam os equipamentos para cima e para baixo.
Naturalmente, com o passar do tempo, as roldanas vão se desgastando. Isso se deve ao fato do uso cada vez mais constante dos elevadores, o que acaba acarretando na degradação de seus componentes.
Essa degradação pode ser observada de perto através das manutenção regulares. Dessa forma, o momento no qual as roldanas e outras peças atingirem um nível considerável de desgaste as medidas adequadas poderão ser tomadas tranquilamente.

Desembarques bruscos e inadequados

Os elevadores são programados para pararem exatamente nos andares solicitados. Portanto, paradas repentinas e entre andares são sinal de que algo errado está acontecendo.
Normalmente, esses problemas são oriundos, justamente, da programação do elevador. Ele pode estar com alguma falha na programação ou então estar mal programada.
Falhas elétricas também podem acabar causando este tipo de incômodo. No entanto, muitos elevadores já possuem geradores, o que os deixa independentes das falhas elétricas do edifício.

Como identificar os problemas

As manutenções são a melhor forma de identificar inconformidades na estrutura de funcionamento de elevadores. Isso porque, ao realizar a manutenção, o profissional responsável já terá a noção de como proceder caso haja algo a ser feito. Além disso, sua expertise permite análises mais adequadas do cenário em que cada componente do elevador se encontra. Sendo assim, medidas acertadas podem ser tomadas, tornado o dia a dia dos passageiros mais seguros.
Porém, os próprios usuários do elevador podem tentar observar se seu funcionamento está adequado. É interessante que, no cotidiano, os passageiros busquem observar se algo está funcionando de forma diferente ou estranha. São eles quem possuem contato diário com as máquinas, estando, então, mais sensíveis a eventuais diferenças no funcionamento.
E então, caso alguma possível inconsistência seja identificada, uma manutenção deve ser agendada para sanar quaisquer dúvidas e manter os elevadores seguros.

Evitar problemas com a manutenção de elevadores

A melhor saída para evitar problemas é através da prevenção. E quando se trata de elevadores, a prevenção pode ser traduzida para a realização periódica de manutenções.
Alguns problemas são repentinos e imprevisíveis, mas grande parte deles acontece dia após dia, devido ao uso do elevador. Por isso, estar ciente do estado dos elevadores do edifício e de suas peças é crucial. E é através das manutenções que este conhecimento se faz possível.

Evitar esses problemas não é uma tarefa difícil. E como você pôde ver até aqui, a ação capaz de resolver todas as questões abordadas está prevista em lei. Portanto, para estar de acordo com a legislação e também promover segurança, realize as manutenções!

Então, agende agora mesmo a sua manutenção e previna-se de acidentes e diversos outros problemas.

A Crel

Somos referência no mercado de elevadores e atuamos com este serviço há mais de 40 anos.
Além de toda a experiência, a Crel também oferece o trabalho de modernização desses equipamentos tão importantes. A modernização de elevadores pode gerar mais economia ao prédio, mais segurança aos passageiros e proporcionar um ambiente mais bonito e agradável aqueles que utilizam o elevador.
Quer saber mais sobre a nossa empresa? Acesse o nosso site e veja mais informações!